Ahimsa e a prática da "não-violência"
  • Bálsamo

Ahimsa e a prática da "não-violência"



Estar em equilíbrio, em paz, com boa saúde e em harmonia com todos ao seu redor. Assim é a prática da Ahimsa segundo a filosofia yogue, que encoraja à atitudes positivas. São princípios dedicados a criar uma união entre corpo e a mente, com a consciência de sermos seres individualizados e ao mesmo tempo conectados ao todo. Pensemos simplesmente que, para que se estabeleça uma convivência pacífica consigo mesmo e em sociedade, e que essa seja harmoniosa, alguns princípios ajudam a evitar o caos.

Evitamos prejudicar os outros, nós mesmos, a natureza, os animais etc. Ahimsa significa nutrir bondade, simpatia e cuidado com você mesmo, outras pessoas e coisas. Implica em ter uma atitude amigável ,  inclusive em situações de conflito.

Sinais de alerta

Quando lembramos de violência, é possível que muitos de nós não nos identifiquemos com ela, já que podem vir à mente apenas atos extremos como assassinatos, agressão física e roubo por exemplo. Mas se pensarmos com mais atenção, praticamos violência ao falar bruscamente com nossa família, ao perder a paciência com nosso parceiro, ao utilizar ironias, quando usamos violência emocional contra um colega de trabalho, expressões faciais intimidadoras ou quando não ouvimos com carinho quem pede nossa atenção.


Pensamentos negativos

E vamos também considerar que praticamos violência de forma menos direta, como por exemplo através de pensamentos negativos que temos sobre as pessoas ou nós mesmos. Somos muitas vezes dominados por nossas emoções e como consequência, agimos através da reatividade e sucumbimos ao impulso emocional. Quantas vezes não escuto o outro como ele merece ou faço uso de argumentos reativos durante um diálogo? Com certeza mais do que gostaríamos.


Prática da atenção plena - Mindfulness


Podemos entender que a prática da “não-violência” é importante e necessária para nutrir nossos relacionamentos, tornar a vida mais leve, praticar autocompaixão, empatia etc. Ahimsa não se refere apenas a violência física. A “não-violência” pode ser considerada em todas as situações e em diferentes tipos de interações.

"Por que não tentar viver de modo a causar o menor dano e sofrimento possível? Se vivêssemos dessa forma, não teríamos os níveis insanos de violência que dominam nossas vidas e nosso pensamento hoje. E também seríamos mais generosos para com nós mesmos". - Jon Kabat-Zinn in Wherever You Go, There You Are: Mindfulness meditation for everyday life.

A prática de Atenção Plena nos ajuda a perceber melhor nossas emoções e, uma vez que conseguimos identificar como elas se manifestam. Estar consciente do contexto e do AQUI E AGORA nos permite encontrar respostas mais ponderadas. Como consequência, é possível que nossas ações se tornem mais harmoniosas e menos nocivas.

Quando estiver ruminando pensamentos, experimentando culpa, resgatando lembranças negativas, lembre-se: você pode praticar Ahimsa nesse momento e tentar checar se seus pensamentos são alguma espécie de violência contra você mesmo. Isso vale também para quando alimentar intenções de magoar ou prejudicar alguém.

Ter impulsos inadequados não nos tornam necessariamente pessoas más. Muitas vezes somos motivados por medos, inseguranças e ansiedades. A prática de observar seus pensamentos e emoções ajuda a entendê-los e a assumir responsabilidades por eles — sem que você necessite reagir.

Deixe o círculo de seu amor expandir a partir daí. Enquanto você está tentando o seu melhor, não há questão de fracasso” — Mahatma Gandhi

Podemos praticar Ahimsa através de um sentimento de gratidão. Procure ter satisfação pelo que é possível fazer hoje. Podemos sim nos esforçar e progredir!



Fonte: blog.yogaste.com.br/

89 visualizações

Bálsamo Spa Natural

(61) 3033-3397 ou (61) 99654-6881

SMLN Trecho 7 chácara 9/DF-015

Lago Norte – Brasília – DF
contato@balsamospa.com.br

  • Bálsamo Spa
  • Bálsamo Spa